Na solenidade que marcou o início da 46ª Abav Expo, ele afirmou que abertura do país para investimento externo vai ativar força econômica ociosa do setor.

Ao discursar na solenidade que marcou, nesta quarta-feira (26), a abertura oficial da 46ª Abav Expo Internacional e 50º Encontro Comercial Braztoa, em São Paulo (SP), o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, defendeu que o Brasil precisa adotar o Turismo como política de desenvolvimento e como caminho para abrir o país ao investimento externo no setor. “Nós, governo e iniciativa privada, acreditamos no turismo como atividade que gera desenvolvimento e empregos, e estamos vendo isso acontecer. Juntos, podemos ajudar o país a se abrir para atrair investimentos e crescer”, disse o ministro.

Ele afirmou que o turismo é alternativa concreta para colocar o mercado brasileiro disponível ao investimento estrangeiro, através de empresas aéreas de baixo custo, parques temáticos, cruzeiros marítimos, concessões de parques naturais e redes hoteleiras. “É assim que vamos melhorar o ambiente de negócios, gerar mais competitividade nos destinos, mais empregos e renda para a economia do turismo”, avaliou, em fala à plateia formada por líderes, empresários, dirigentes, estudantes, autoridades públicas e profissionais do setor.

O presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav Nacional), Geraldo Rocha, frisou que os novos estímulos ao ambiente de negócios têm incentivado o lançamento de novos produtos turísticos no Brasil e que o setor reage a esse novo cenário com a criação de postos de trabalho. “Conectar toda a diversidade de players e assuntos do setor em espaço único é a proposta deste evento. É o turismo brasileiro mostrando na prática sua relevância como propulsor de desenvolvimento para uma série de outras economias. Direta e indiretamente o nosso setor emprega sete milhões de pessoas no país. A título de curiosidade, na montagem da feira este ano foram empregadas 2,5 mil pessoas. O turismo tem que ser levado a sério porque ele é o ramo da economia que mais rápido faz qualquer nação se recuperar”, discursou.

O EVENTO – Logo após a abertura oficial, o ministro Vinicius Lummertz participou do desenlace da fita inaugural do evento e visitou a feira que reúne 1.100 expositores numa área de 37 mil metros quadrados do Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Nesta 46ª edição da ABAV Expo, cerca de 23 mil visitantes são esperados. “É um espaço de diálogo, debates, capacitação, novas tecnologias e negócios”, destacou Magda Nassar, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo.

O estande do Ministério do Turismo, de onde o ministro e os secretários Alberto Alves e Bob Santos irão despachar até sexta-feira (28), tem 1,6 mil metros quadrados e é um dos maiores do evento. O ministério e a Embratur juntaram-se aos estados em um ambiente de integração dos órgãos oficiais de turismo e seus destinos. O estande amplia a visão do turismo como negócio e proporciona novas experiências aos visitantes através da divulgação de produtos e serviços da agricultura familiar e da Cozinha Show, com pratos da culinária regional.

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, destacou a participação da equipe técnica no estande do MTur na divulgação da ampla oferta turística do Brasil. “Aqui vamos debater os desafios do turismo, realizar rodadas de negócios e usar a inteligência competitiva para promover o país”, disse. Também participaram da cerimônia de abertura da Abav Expo Internacional: o secretário-executivo do MTur, Alberto Alves; o secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos; o secretário nacional substituto de Infraestrutura Turística, Paulo André; e o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.